Tecnologia à Serviço da Educação

    Desde o surgimento da Educação a Distância (EaD) no Brasil, a tecnologia vem contribuindo para a modernização dos ambientes virtuais de ensino mais conhecidas como plataforma EaD. Por exemplo: a implementação de suporte de vídeo para que o professor possa interagir diretamente com os alunos, seja para oferecer aulas complementares ou tirar dúvidas sobre problemas a respeito da disciplina oferecida.

    Com a modernização dos dispositivos móveis, como celulares e tablets, as instituições de ensino que oferecem cursos e disciplinas online têm optado pela elaboração de aplicativos para que os alunos tenham acesso facilitado e otimizado a partir de seus dispositivos. No entanto, mesmo com toda tecnologia oferecida à serviço da educação a distância, sobretudo em dispositivos móveis, os pais relutam em aceitar os seus benefícios por causa da possibilidade de distração de aplicativos e outros serviços que operam em segundo plano em dispositivos tecnológicos. Pense, por exemplo, no fato do aluno estar assistindo a uma videoaula e, de maneira inesperada, aparecer uma notificação de mensagem de um amigo.

    A distração normalmente ocorre quando dispomos de inúmeros serviços em um dispositivo tecnológico, mas isso não significa que não existam maneiras de lidar com os problemas desencadeados pela grande acessibilidade desses serviços.

    A neuropedagogia, um ramo da neurociência, investiga os processos cognitivos envolvidos no processo de ensino-aprendizagem e testa abordagens de ensino antes de colocá-las em prática. Ela também investiga como a tecnologia pode favorecer o processo de construção de conhecimento do aluno, analisando algumas variáveis importantes, como a distração, o tempo de estudo e o fator socioeconômico, que, em teoria, poderiam revelar quais desafios um aluno pode enfrentar durante o processo de ensino-aprendizagem.

    Algumas plataformas, como a EADGURU, vem aplicando resultados de investigações neuropedagógicas para tornar o ambiente de aprendizagem mais dinâmico, contribuindo para o desenvolvimento cognitivo do aluno.

    Acompanhando o desenvolvimento e o progresso alcançado pelas plataformas das melhores instituições de ensino do cenário internacional, a plataforma EADGURU vem sendo pioneira no Brasil nesse tipo de abordagem, que consiste na elaboração de sistemas que favorecem a interação aluno-professor através de fóruns e mensagens multimídias.

    Uma plataforma EaD deve ser completa. Ela deve oferecer serviços para satisfazer as necessidades do professor, como dispor de recursos ilimitados para documentos e vídeos para a construção de cursos e disciplinas complementares. A emissão de certificados é um diferencial. Ela também deve oferecer segurança na questão do processo de pagamento de assinaturas e matrículas entre alunos e professores. E, principalmente, oferecer uma plataforma com um sistema estável que garanta a disponibilidade de cursos sem interrupções que poderiam prejudicar o andamento dos cursos.

    É verdade que poucas plataformas nacionais satisfazem esses critérios integralmente, mas a plataforma EADGURU oferece esse diferencial, contando também com sistemas de avaliações, estatísticas e notificações para facilitar a interação professor-aluno. Conheça um pouco mais sobre a plataforma, acessando o seguinte link: https://ead.guru/