Seja livre! Use Linux e softwares gratuitos!

dinheiro_e_cafe
Pagar o café do programador não é nada mau.

Parto de uma corriqueira constatação: softwares costumam ser caros.

Não quero entrar em debate sobre se os preços são justos ou não, mas de fato sai caro para a maioria pagar todos os programas instalados em sua máquina. Seja sincero, o Windows, se é que você o usa, instalado em seu computador foi pago ou você usou algum método para burlar a licença dele? A maioria esmagadora das pessoas responderiam esta última opção. O mesmo vale para outros, como o Microsoft Office (Word, Excel, PowerPoint…), programas da Adobe (Photoshop, After Effects, Premiere…) e etc. Poderíamos falar até mesmo de softwares de uso mais técnico e restrito, tal como ArcGIS ou AutoCAD. De fato, seria laborioso estar “em dia”, e ter todos instalados corretamente.

As consequências de usar métodos ilegais são diversas e diferentes. Você pode ficar privado de certos recursos ou atualizações, dependendo da aplicação. Isto, claro, supondo que você seja um usuário comum. Empresas são afetadas mais seriamente, e podem ser obrigadas a adquirir as devidas licenças.

A partir dos fatos supracitados, pode-se levantar uma indagação. Existem maneiras de fugir desses programas e ser livre de licenças, pagamentos, e tudo mais? A resposta é sim. Devo salientar que eu, o autor desta postagem, não sou especialista em coisa alguma, portanto, vou fazer as indicações partindo da visão de um usuário comum, ou de alguém que já tenha experienciado tais situações. O objetivo desta postagem é, portanto, apresentar recursos que você pode utilizar sem desembolsar nada.

Estou longe, mas bem longe de dizer que cobrar por um programa ou aplicação é algo errado, e imoral. Pelo contrário. É uma coisa trabalhosa, que demanda tempo e toda uma equipe de programadores, designers, e etc. Existem até maneiras diferentes de fazê-lo, como cobrar pelo suporte, ou pedir doações aos usuários. De qualquer maneira, você deve aproveitar as coisas que, mesmo gratuitas, ou que cobram alguns detalhes, são excelentes naquilo que fazem. Devo ressaltar que sempre dou preferência aos programas de código-aberto. Assim, um conjunto maior de pessoas poderá ajudar no projeto, além de elevar a confiança deste, já que tudo que acontece no programa é transparente.

Por que usá-los?

  • São gratuitos;
  • Os que são open-source permitem uma gama de colaboradores trabalharem neles;
  • Você está livre de licenças indesejadas;
  • Poderá desfrutar de todas as atualizações;
  • Não perderá seu tempo em sites piratas procurando maneiras e programas para burlá-los;
  • As distribuições Linux são imunes a grande maioria dos vírus;
  • As coisas que você fazia nos programas pagos, facilmente podem ser adaptadas, mutatis mutandis.

Sistemas operacionais

O mundo das distribuições Linux é uma maravilha! Há diversos usuários ao redor do globo trabalhando na manutenção do código de grande parte destes sistemas operacionais. As atualizações são rápidas, constantes e seguras. Ultimamente, os sistemas tem se tornado cada vez mais fáceis de usar, no que tange aos voltados para o público geral. Então, quanto custa um sistema seguro, com diversas pessoas trabalhando ao redor do mundo, e toda uma infraestrutura a fim de corrigir erros e falhas de segurança. Bem… R$0,00. Caso você queira doar, por exemplo, fica a seu critério, mas, se não é sua pretensão fazê-lo, pode simplesmente efetuar o download e começar a usá-los hoje mesmo. Claro! É muito interessante que sua doação seja feita. Você estará auxiliando um time de programadores, editores, designs, e entre outros profissionais. Não vou nem citar o jargão do almoço de graça, porque todos sabem que não existe.

Ubuntu

Ubuntu
Ubuntu.

Acredito que seja a distribuição Linux mais conhecida. A maioria começa por ele. Realmente é um sistema simples e acessível. Lembro-me que uma vez, permiti que um colega instalasse-o em minha máquina. Foi só questão de tempo para que deixasse o Windows de lado.

“Ubuntu is a complete desktop Linux operating system, freely available with both community and professional support. The Ubuntu community is built on the ideas enshrined in the Ubuntu Manifesto: that software should be available free of charge, that software tools should be usable by people in their local language and despite any disabilities, and that people should have the freedom to customise and alter their software in whatever way they see fit.” – DistroWatch

Linux Mint

Linux Mint
Linux Mint com Cinnamon.

Uma outra distribuição que usei por um tempo considerável. Percebo que muitos estão começando a olhar pro Mint como o ponto de partida para a jornada no mundo de tais distribuições.

“Linux Mint é uma distribuição do sistema operacional GNU/Linux, que possui versões baseadas nas distribuições Ubuntu e Debian. O Linux Mint é um sistema elegante e confortável, além de poderoso e fácil de usar.” – Fórum Linux Mint Brasil

elementary OS

A proposta é clara: “Uma alternativa rápida e aberta ao Windows e ao macOS”.

“Leve e rápido… Completamente baseado na comunidade, e tem um verdadeiro talento para design e aparências.” – lifehacker

Elementary OS
Elementary OS. Sistema que trabalha bastante no visual.

Edição de vídeo/imagem/áudio

Kdenlive

Programa Kdenlive
Editor de vídeos Kdenlive.

“Ele é um software de edição vídeo para o ambiente KDE (possível instalá-lo em outros ambiente também). É um poderoso editor de vídeo multitrack, que inclui as tecnologias de vídeo mais recentes. É um excelente software de edição de vídeo.” – Linux Descomplicado

Já tive algumas infelicidades usando o Kdenlive, mas nada muito grave, e que um Ctrl + S não resolvesse.

Um editor de vídeo poderoso. Carrega consigo muitos efeitos interessantes, e sem preocupações no momento de usar.

GIMP

GIMP, editor de fotos
GIMP em execução. GNU Image Manipulation Program.

“Whether you are a graphic designer, photographer, illustrator, or scientist, GIMP provides you with sophisticated tools to get your job done. You can further enhance your productivity with GIMP thanks to many customization options and 3rd party plugins.” – GIMP

GIMP já é conhecido pela maioria. Além de poder facilmente ser comparado a nível de Photoshop, é gratuito e open-source.

Inkscape

“O Inkscape é a alternativa mais completa para criar ou editar gráficos vetoriais no Linux. O Inkscape é completo de recursos e, certamente, pode ser usado em um ambiente profissional.” – Linux Descomplicado

Audacity

Simples, porém um eficaz editor e gravador de áudio. Contando com uma interface bastante intuitiva.

Office

LibreOffice

LibreOffice
LibreOffice.

“O LibreOffice é uma poderosa suíte de produtividade de escritório com planilha, editor de texto, editor de apresentação e muito mais. Sua interface limpa e suas ferramentas avançadas o farão soltar sua criatividade e melhorar sua produtividade. O LibreOffice incorpora várias aplicações que a torna a mais poderosa suíte de produtividade de escritório livre e aberta do mercado.” – LibreOffice

Ah… esse me ajuda muito em meus trabalhos. E como me ajuda!

Modelagem 3D

Blender

Cidade sendo criada
Cidade sendo produzida no Blender.

“Blender (também conhecido como blender3d) é um programa de computador de código aberto, desenvolvido pela Blender Foundation, para modelagem, animação, texturização, composição, renderização, edição de vídeo e criação de aplicações interativas em 3D, tais como jogos, apresentações e outros, através de seu motor de jogo integrado, o Blender Game Engine.” – Oficina da Net

O Blender é referência no que tange a trabalhar com 3D. Para evitar falações, deixo um vídeo que mostrará o que essa ferramenta é capaz de fazer.

Gerenciamento de torrents

qBittorrent

Gratuito e de código aberto. Nunca tive que reclamar dele. Sempre efetuou meus downloads sem complicações.

Gestor de senhas

KeePassX

Se você é o tipo de pessoa que deixa suas senhas alvas em um “txt”, devo lhe informar que você precisa usar o KeePassX. A não ser, é claro, que você não dá a mínima para sua segurança virtual.

“KeePassX is an application for people with extremly high demands on secure personal data management.” – KeePassX

Virtualização de máquina

VirtualBox

Já escrevemos um artigo sobre o VirtualBox aqui no CaveiraTech.

Programas técnicos

Confesso que não tenho propriedade e experiência para falar deles, mas deixo-os como possíveis alternativas.

QGIS

“O QGIS é um Sistema de Informação Geográfica (SIG) de Código Aberto licenciado segundo a Licença Pública Geral GNU. O QGIS é um projeto oficial da Open Source Geospatial Foundation (OSGeo). Funciona em Linux, Unix, Mac OS X, Windows e Android e suporta inúmeros formatos de vetores, rasters e bases de dados e funcionalidades.” – QGIS

Programa QGIS sendo executado
QGIS é gratuito!

FreeCAD

“É um programa CAD de código aberto que foi criado para ser capaz de projetar “objetos da vida real de qualquer tamanho”. É escrito em Python. Pode importar e exportar a partir de uma variedade de formatos comuns de objetos 3D. Sua arquitetura modular facilita para estender a funcionalidade básica com vários plugins” – Linux Descomplicado

Como encontrar mais softwares?

Basta uma simples pesquisa na internet, nos buscadores ou em fóruns, para vislumbrar a infinidade de programas disponíveis. Em algumas situações, é bem mais promissor achar uma alternativa, do que ter despesas a mais como certos programas.

Fontes: