Ransomware ataca hospitais
11 de Junho de 2024

A NHS Blood and Transplant (NHSBT) da Inglaterra emitiu um chamado urgente para doadores de sangue O Positivo e O Negativo para agendarem horários e doarem após o ataque cibernético da semana passada ao provedor de patologia Synnovis afetar múltiplos hospitais em Londres.

Em 4 de junho, operações em diversos grandes hospitais da NHS em Londres foram interrompidas pelo ataque de ransomware que o grupo de cibercrime russo Qilin (também conhecido como Agenda) lançou contra a Synnovis.

O incidente impactou as transfusões de sangue, com muitos procedimentos não urgentes sendo cancelados ou redirecionados.

Um anúncio da NHS hoje explica que os hospitais afetados não podem combinar rapidamente os tipos de doador e receptor de sangue, portanto, há um risco de incompatibilidade de transfusão que pode levar a complicações potencialmente fatais.

Para abordar esse risco e até que os sistemas de correspondência de tipo sanguíneo estejam funcionando novamente, os médicos nos hospitais impactados optaram por conceder tipo O Negativo e O Positivo a pacientes que não podem esperar várias horas por métodos alternativos de determinação de tipo sanguíneo.

O tipo sanguíneo O Negativo pode ser transfundido com segurança para todos os pacientes, enquanto O Positivo pode doar para qualquer pessoa com tipo rhesus positivo, aproximadamente três em cada quatro pacientes.

Infelizmente, essa tática de garantir segurança fez com que as reservas dos dois tipos sanguíneos específicos diminuíssem.

“O incidente de TI afetando um provedor de patologia significa que os hospitais afetados atualmente não podem combinar o sangue dos pacientes na mesma frequência de costume”, explica a NHSBT.

“Para cirurgias e procedimentos que requerem sangue, os hospitais precisam usar sangue tipo O, pois isso é seguro para todos os pacientes e o sangue tem uma validade de 35 dias, então os estoques precisam ser continuamente reabastecidos”, diz a agência.

Isso significa que mais unidades desses tipos de sangue do que o usual serão necessárias nas próximas semanas para apoiar os esforços contínuos do pessoal da linha de frente para manter os serviços funcionando com segurança para os pacientes locais.

A Synnovis não divulgou atualizações desde 4 de junho, uma vez que os esforços de recuperação estão em andamento, sem estimativa de quando os sistemas impactados voltarão ao funcionamento normal.

Publicidade

Cuidado com o deauth, a tropa do SYWP vai te pegar

A primeira certificação prática brasileira de wireless hacking veio para mudar o ensino na técnica no país, apresentando labs práticos e uma certificação hands-on.
Todas as técnicas de pentest wi-fi reunidos em um curso didático e definitivo. Saiba mais...