Parlamento Albanês e One Albania Telecom atingidos por ataques cibernéticos
2 de Janeiro de 2024

A Assembleia da República da Albânia e a empresa de telecomunicações One Albania foram alvos de ataques cibernéticos, revelou esta semana a Autoridade Nacional para Certificação Eletrônica e Segurança Cibernética do país (AKCESK).

"Essas infraestruturas, de acordo com a legislação em vigor, não são atualmente classificadas como infraestrutura de informação crítica ou importante", disse AKCESK.

One Albania, que possui quase 1,5 milhão de assinantes, disse em uma postagem no Facebook em 25 de dezembro que lidou com o incidente de segurança sem nenhum problema e que seus serviços, incluindo móvel, fixo e IPTV, não foram afetados.

A AKCESK observou ainda que as invasões não partiram de endereços IP albaneses, acrescentando que conseguiu "identificar casos potenciais em tempo real".

A agência também disse que tem concentrado seus esforços em identificar a fonte dos ataques, recuperar sistemas comprometidos e implementar medidas de segurança para prevenir tais incidentes no futuro.

Além disso, a AKCESK disse que o incidente a levou a revisar e fortalecer suas estratégias de segurança cibernética.

A escala e o escopo exatos dos ataques não são atualmente conhecidos, mas um grupo de hackers iranianos chamado Homeland Justice assumiu a responsabilidade em seu canal do Telegram, além de afirmar que havia violado a companhia aérea Air Albania.

Em uma mensagem compartilhada em seu site em 24 de dezembro, o grupo disse que está "voltando a destruir apoiadores de terroristas", adicionando as seguintes tags: #albania, #albaniahack, #CyberAttacks, #mek, #MKO, #ncri, #NLA, #pmoi, #Terrorists.

O acontecimento ocorre mais de um ano após os serviços governamentais albaneses serem alvo de ataques cibernéticos destrutivos em meados de julho de 2022.

O Homeland Justice assumiu a responsabilidade por esses ataques também.

O desenvolvimento subsequentemente levou o governo dos EUA a sancionar o Ministério da Inteligência e Segurança do Irã (MOIS) e seu Ministro da Inteligência, Esmail Khatib, por se envolver em atividades cibernéticas contra os EUA e seus aliados.

Publicidade

Pentest do Zero ao Profissional

O mais completo curso de Pentest e Hacking existente no Brasil, ministrado por instrutores de referência no mercado. Oferece embasamento sólido em computação, redes, Linux e programação. Passe por todas as fases de um Pentest utilizando ambientes realísticos. Se prepare para o mercado através da certificação SYCP. Saiba mais...