Operação policial contra o EncroChat resulta em 6.558 prisões de criminosos e apreensão de €900 milhões
27 de Junho de 2023

Na terça-feira, a Europol anunciou que a derrubada do EncroChat em julho de 2020 levou a 6.558 prisões em todo o mundo e à apreensão de € 900 milhões em receitas criminais ilícitas.

A agência de aplicação da lei disse que uma subsequente investigação conjunta iniciada pelas autoridades francesas e holandesas interceptou e analisou mais de 115 milhões de conversas que ocorreram na plataforma de mensagens criptografadas entre pelo menos 60.000 usuários.

Agora, quase três anos depois, as informações obtidas nas correspondências digitais levaram a:

- Prisão de 6.558 suspeitos, incluindo 197 alvos de alto valor
- 7.134 anos de prisão de criminosos condenados
- Apreensão de € 739,7 milhões em dinheiro
- Congelamento de € 154,1 milhões em ativos ou contas bancárias
- Apreensão de 30,5 milhões de comprimidos de drogas químicas
- Apreensão de 103,5 toneladas de cocaína, 163,4 toneladas de cannabis e 3,3 toneladas de heroína
- Apreensão de 971 veículos, 83 barcos e 40 aviões
- Apreensão de 271 propriedades ou casas e
- Apreensão de 923 armas, bem como 21.750 munições e 68 explosivos

O EncroChat era uma rede de telefonia criptografada usada por grupos criminosos organizados para planejar negócios de drogas, lavagem de dinheiro, extorsão e até assassinatos.

"Os pontos quentes dos usuários estavam particularmente presentes nos países de origem e destino para o comércio de cocaína e cannabis, bem como nos centros de lavagem de dinheiro", disse a Europol na época.

Os dispositivos móveis eram comercializados como oferecendo "anonimato perfeito" aos usuários, permitindo que operassem com impunidade por meio de recursos como exclusão automática de mensagens e opções para apagá-las automaticamente à distância pelo revendedor.

"O EncroChat vendia telefones criptográficos por cerca de € 1.000 cada, em escala internacional", disse a Europol.

"Também oferecia assinaturas com cobertura mundial, a um custo de € 1.500 por um período de seis meses, com suporte 24 horas por dia, 7 dias por semana."

Sem o conhecimento dos usuários, a plataforma foi infiltrada pelas autoridades francesas e holandesas no início de 2020, oferecendo valiosas informações sobre os grupos e seu modus operandi.

Os servidores da empresa, que operavam na França, foram derrubados.

O uso ilegal de comunicações criptografadas desde então levou à desmantelamento de outro serviço chamado Sky ECC em março de 2021.

Em junho de 2021, autoridades dos EUA e da Austrália divulgaram que executaram um serviço de bate-papo criptografado chamado ANoM (também conhecido como AN0M) por quase três anos para interceptar 27 milhões de mensagens trocadas entre membros de gangues criminosas em todo o mundo.

Publicidade

Já viu o Cyberpunk Guide?

Imagine voltar ao tempo dos e-zines e poder desfrutar de uma boa revista contendo as últimas novidades, mas na pegada hacking old school.
Acesse gratuitamente o Cyberpunk Guide e fique por dentro dos mais modernos dispositivos usados pelos hackers. Saiba mais...