O novo recurso de código secreto do WhatsApp permite que os usuários protejam chats privados com senha
1 de Dezembro de 2023

A Meta-owned WhatsApp lançou um novo recurso chamado Secret Code para ajudar os usuários a protegerem conversas sensíveis com uma senha personalizada na plataforma de mensagens.

Esse recurso tem sido descrito como uma "forma adicional de proteger esses bate-papos e torná-los mais difíceis de encontrar se alguém tiver acesso ao seu telefone ou se você compartilhar um telefone com outra pessoa."

O Secret Code se baseia em outro recurso chamado Chat Lock que o WhatsApp anunciou em maio, que move bate-papos para uma pasta separada de modo que eles só podem ser acessados ao fornecer a senha do dispositivo ou biometria.

Ao definir uma senha única para esses bate-papos bloqueados que é diferente da senha usada para desbloquear o telefone, o objetivo é dar aos usuários uma camada adicional de privacidade, observou o WhatsApp.

"Você terá a opção de ocultar a pasta Locked Chats da sua lista de bate-papo para que elas possam apenas ser descobertas digitando sua senha secreta na barra de pesquisa", acrescentou.

O desenvolvimento veio semanas depois que o WhatsApp introduziu um recurso "Protect IP Address in Calls" que mascara os endereços IP dos usuários para outras partes, retransmitindo as chamadas por meio de seus servidores.

A decisão também segue apelos do governo francês instando ministros, secretários de estado e membros do gabinete a se absterem de usar aplicativos de mensagens populares como WhatsApp, Signal e Telegram em favor de alternativas locais como Tchap (baseado no protocolo Matrix) e Olvid até 8 de dezembro de 2023.

A notícia, que foi relatada pela primeira vez por Le Point, citou um documento circulado que alegava: "essas ferramentas digitais não estão desprovidas de vulnerabilidades de segurança e, portanto, não garantem a segurança de conversas e informações compartilhadas por meio delas."

Em resposta, Meredith Whittaker, presidente do Signal, rebateu a decisão do governo francês, afirmando: "essa alegação não é respaldada por nenhuma evidência e é perigosamente enganosa, principalmente vindo do governo."

Will Cathcart, chefe do WhatsApp, concordou, dizendo: "somos da mesma opinião."

Publicidade

Cuidado com o deauth, a tropa do SYWP vai te pegar

A primeira certificação prática brasileira de wireless hacking veio para mudar o ensino na técnica no país, apresentando labs práticos e uma certificação hands-on.
Todas as técnicas de pentest wi-fi reunidos em um curso didático e definitivo. Saiba mais...