O governo francês recomenda não usar aplicativos estrangeiros de bate-papo
4 de Dezembro de 2023

A Primeira Ministra da França, Élisabeth Borne, assinou uma circular na semana passada solicitando que todos os funcionários do governo desinstalassem aplicativos de comunicação estrangeiros como Signal, WhatsApp e Telegram até 8 de dezembro de 2023, em favor de um aplicativo de mensagens francês chamado 'Olvid'.

A orientação endereçada a ministros, secretários de estado, chefes de gabinete e membros do gabinete propõe que eles instalem e usem o aplicativo Olvid, feito por uma empresa francesa.

O BleepingComputer discutiu o desenvolvimento com jornalistas franceses, que esclareceram que isso não é uma proibição do uso de aplicativos de mensagens estrangeiros, mas sim uma recomendação para mudar para software desenvolvido localmente.

O Olvid suporta mensagens encriptadas de ponta a ponta, usa uma infraestrutura descentralizada e não exige um número de telefone ou qualquer outro dado pessoal para o registro.

Portanto, é visto como uma opção mais confiável que inclui todas as principais características de seus concorrentes mais renomados e amplamente utilizados.

"As principais aplicações de mensagens instantâneas do consumidor ocupam um lugar crescente em nossas comunicações diárias.

No entanto, essas ferramentas digitais não estão isentas de vulnerabilidades de segurança e, portanto, não garantem a segurança das conversas e informações compartilhadas por meio delas", lê-se no discurso da primeira-ministra, de acordo com trechos publicados por Le Point.

"Para contrariar as ameaças que surgem do uso desses aplicativos, a empresa francesa Olvid desenvolveu mensagens instantâneas que garantem a proteção dos dados de seus usuários graças a um diretório descentralizado e criptografia de mensagens de ponta a ponta, mantendo as mesmas funcionalidades dos aplicativos atuais."

Meredith Whittaker, presidente do Signal, usou o Twitter para contestar as alegações vagas sobre vulnerabilidades de segurança no aplicativo, classificando-as como infundadas e enganosas.

Comparações de segurança entre o Olvid e outros aplicativos de mensagens podem ser consideradas irrelevantes devido à distinção única do Olvid de possuir "certificação de segurança de primeiro nível" da ANSII (agência nacional de segurança cibernética da França).

Esta certificação envolve um exame minucioso do código-fonte do aplicativo por especialistas do estado, e nenhum dos outros aplicativos populares mencionados neste post passou pelo rigoroso processo de avaliação.

Isso por si só eleva as credenciais de segurança do Olvid além dos parâmetros típicos da indústria e praticamente o torna uma escolha sólida para uso nas mais altas esferas do governo francês.

Além da aprovação da ANSII, o Olvid também validou independentemente o design de seus protocolos criptográficos personalizados pelo professor de criptografia Michel Abdalla.

Finalmente, a criptografia simétrica do Olvid já é resistente a ataques quânticos, enquanto o projeto fornece garantias de sua prontidão para implementar força similar para sua criptografia de chave pública assim que o processo de seleção de algoritmos de chave pública do NIST for finalizado.

A razão exata por trás da decisão de sugerir o uso do Olvid dentro do governo francês permanece desconhecida e, como o jornalista francês Emile Marzolf disse ao BleepingComputer, nem todos concordam com a instrução da primeira-ministra.

Marzolf revelou que durante sua conversa com o Departamento Digital Francês, eles expressaram insatisfação com a diretiva, considerando a promoção do Olvid excessiva e também transmitindo que o Signal é uma plataforma aceitável para eles.

Anteriormente, em março de 2023, o governo francês seguiu o exemplo de muitos outros países ocidentais e proibiu o uso do aplicativo TikTok nos dispositivos dos funcionários do estado por medo de espionagem.

Publicidade

Já viu o Cyberpunk Guide?

Imagine voltar ao tempo dos e-zines e poder desfrutar de uma boa revista contendo as últimas novidades, mas na pegada hacking old school.
Acesse gratuitamente o Cyberpunk Guide e fique por dentro dos mais modernos dispositivos usados pelos hackers. Saiba mais...