O exército ucraniano diz que hackeou a agência federal de impostos da Rússia
13 de Dezembro de 2023

O serviço de inteligência militar do governo ucraniano diz que hackeou o Serviço Federal de Tributação da Rússia (FNS), apagando o banco de dados da agência e suas cópias de backup.

Após essa operação, realizada por unidades cibernéticas da Inteligência de Defesa da Ucrânia, os oficiais de inteligência militar violaram os servidores centrais do serviço de tributação federal da Rússia e 2.300 servidores regionais em todo o território russo e ucraniano ocupado.

A violação levou à infecção de todos os servidores FTS comprometidos com malware, bem como ao hacking de uma empresa de TI russa que fornece ao FNS serviços de data center.

O ataque também relatou a deleção completa dos arquivos de configuração essenciais para o funcionamento do extenso sistema de tributação da Rússia, eliminando o banco de dados principal e suas cópias de backup.

Como diz a Diretoria Principal de Inteligência (GUR) da Ucrânia, as consequências do ciberataque foram graves, causando uma quebra de comunicação entre o escritório central de Moscou e os 2.300 departamentos territoriais que também foram hackeados no ataque.

Isso levou a um colapso virtual de uma das principais agências do governo russo, com uma perda significativa de dados fiscais, de acordo com o GUR, assim como tráfego de dados fiscais pela internet em toda a Rússia caindo nas mãos de hackers militares da Ucrânia, conforme primeiramente relatado pelo The Record.

Despite ongoing attempts spanning at least four consecutive days to restore FNS (Federal Tax Service) services, they have remained unsuccessful, with GUR estimating that the Russian tax system paralysis will persist for at least a month, with complete restoration being improbable.

"Isso significa a completa destruição da infraestrutura de um dos principais órgãos de estado da Rússia terrorista e numerosos dados fiscais relacionados por um longo período", disse a GUR.

O BleepingComputer não conseguiu confirmar de forma independente as afirmações feitas pelo governo ucraniano, mas, se verdadeiras, seriam um golpe significativo no regime do Kremlin.

Esta é também a segunda vez que a Ucrânia oficialmente alega um ciberataque contra a Rússia.

A GUR disse que hackeou a Agência Federal de Transporte Aéreo da Rússia (Rosaviatsia) no mês passado, ganhando acesso a dados classificados e vazando-os na internet.

O impacto desses ciberataques ressalta os esforços aumentados de guerra cibernética da Ucrânia contra a Rússia, alavancando suas unidades de ciberinteligência militar para interromper a infraestrutura crítica russa.

Hoje, o maior provedor de telecomunicações da Ucrânia, a Kyivstar, também foi atingido por um ciberataque que interrompeu os serviços de internet móvel e residencial usados por mais de 25 milhões de assinantes.

A interrupção dos serviços da Kyivstar impacta o acesso à internet, sistemas de alerta de ataque aéreo e o setor bancário em todas as regiões da Ucrânia, de acordo com o observatório da Internet NetBlocks.

Publicidade

Pentest do Zero ao Profissional

O mais completo curso de Pentest e Hacking existente no Brasil, ministrado por instrutores de referência no mercado. Oferece embasamento sólido em computação, redes, Linux e programação. Passe por todas as fases de um Pentest utilizando ambientes realísticos. Se prepare para o mercado através da certificação SYCP. Saiba mais...