Microsoft descontinua o Defender Application Guard para Office
28 de Novembro de 2023

A Microsoft está depreciando o Defender Application Guard para o Office e as APIs de Isolamento de Segurança do Windows, e recomenda as regras de redução da superfície de ataque do Defender for Endpoint, a visualização protegida e o controle de aplicativos do Windows Defender como alternativa.

O Application Guard para o Office é um recurso de segurança que funciona com Word, Excel e PowerPoint para Microsoft 365 Apps, voltado especificamente para as edições Enterprise do Windows 10 e Windows 11.

Seu principal objetivo é frustrar possíveis ameaças, restringindo arquivos baixados de origens não confiáveis, garantindo que sejam abertos dentro de uma sandbox segura e impedindo o acesso a recursos confiáveis no dispositivo do usuário.

Esses contêineres seguros protegem o dispositivo usando virtualização baseada em hardware contra possíveis infecções por malware após a abertura de documentos baixados em aplicativos Office.

"O Microsoft Defender Application Guard para Office está sendo depreciado e não está mais sendo atualizado.

Essa depreciação também inclui as APIs Windows.Security.Isolation que são usadas para o Microsoft Defender Application Guard para Office", disse a Microsoft.

"Recomendamos a transição para as regras de redução da superfície de ataque do Microsoft Defender for Endpoint, juntamente com Protected View e Windows Defender Application Control."

O anúncio ocorre dois anos após Redmond lançar o Application Guard para Office para todos os clientes do Microsoft 365 com licenças suportadas.

Ele foi lançado oficialmente como parte de uma prévia limitada em novembro de 2019 e só estava disponível para organizações com licenças Microsoft 365 E5 ou Microsoft 365 E5 Security.

Em outubro, a empresa disse que está matando o VBScript em futuros lançamentos do Windows 30 anos após sua introdução, tornando-o disponível como um recurso sob demanda antes de ser completamente removido.

No início deste ano, a Microsoft anunciou que iria eliminar o WordPad após 28 anos e lembrou que o Windows desativará os protocolos inseguros do Transport Layer Security (TLS) 1.0 e 1.1, mas atrasou a depreciação das Regras de Acesso do Cliente (CARs) no Exchange Online por um ano até setembro de 2024.

Cinco anos atrás, a Microsoft também disse que o aplicativo clássico Windows Paint seria depreciado e removido com o lançamento da atualização do Windows 10 Fall Creator em julho de 2017.

No entanto, Redmond decidiu não eliminá-lo completamente e, em vez disso, tornou-o disponível através da Microsoft Store após uma expressão de admiração pelo aplicativo.

Publicidade

Cuidado com o deauth, a tropa do SYWP vai te pegar

A primeira certificação prática brasileira de wireless hacking veio para mudar o ensino na técnica no país, apresentando labs práticos e uma certificação hands-on.
Todas as técnicas de pentest wi-fi reunidos em um curso didático e definitivo. Saiba mais...