Meta Refuta Alegações de Permitir à Netflix Acesso a Mensagens Privadas dos Usuários
4 de Abril de 2024

A Meta, companhia responsável pelo Facebook, reagiu a acusações de que teria permitido à Netflix acessar mensagens privadas dos usuários do Facebook.

As acusações começaram a se espalhar recentemente na plataforma X, após Elon Musk, proprietário do site, dar destaque a várias postagens relacionadas ao tema, concordando com algumas delas, de acordo com informações do site TechCrunch.

Em resposta, alguns usuários insatisfeitos expressaram sua preocupação com a possibilidade de invasão de privacidade, com alguns sugerindo que dados dos usuários do Facebook poderiam estar sendo comercializados.

Por sua vez, a Meta refuta as alegações.

Andy Stone, diretor de comunicações da Meta, republicou a mensagem original no X, na última terça-feira, com uma declaração negando que a Netflix tenha recebido acesso às mensagens privadas dos usuários.

"Totalmente falso. A Meta não compartilhou mensagens privadas das pessoas com a Netflix. O acordo possibilitava que os usuários enviassem mensagens a amigos no Facebook sobre o conteúdo que estavam assistindo na Netflix, diretamente do app da Netflix. Tais acordos são prática comum na indústria," afirmou Stone em sua publicação.

Em suma, a Meta admite que a Netflix teve, de fato, acesso programático às caixas de entrada dos usuários, mas não para ler mensagens privadas.

Apesar da defesa de Stone, é evidente que a Netflix teve privilégios de acesso não disponibilizados a outras empresas.

Além disso, a questão toca em um processo legal oriundo de uma ação coletiva acerca das práticas de privacidade de dados do Facebook, confrontando um grupo de consumidores e a Meta.

O processo sugere que Netflix e Facebook mantinham uma “relação especial”, com o Facebook até mesmo reduzindo investimentos em programação original em seu serviço de vídeo, Facebook Watch, para evitar concorrência com a Netflix, grande anunciante na plataforma.

A acusação menciona específicamente o acesso da Netflix à “API Inbox” do Facebook, proporcionando à plataforma de streaming um “acesso programático às caixas de entrada de mensagens privadas dos usuários do Facebook”.

Publicidade

Cuidado com o deauth, a tropa do SYWP vai te pegar

A primeira certificação prática brasileira de wireless hacking veio para mudar o ensino na técnica no país, apresentando labs práticos e uma certificação hands-on.
Todas as técnicas de pentest wi-fi reunidos em um curso didático e definitivo. Saiba mais...