Meta está alertando seus usuários sobre a presença de malwares que se passam pelo ChatGPT
4 de Maio de 2023

Um relatório divulgado pela Meta nesta quarta-feira (3) alerta para o aumento de malwares disfarçados de ChatGPT ou softwares de inteligência artificial com funções semelhantes ao chatbot.

Desde março, cerca de 10 famílias de malwares e mil links maliciosos foram divulgados como ferramentas relacionadas ao chatbot de IA.

Os cibercriminosos estão oferecendo extensões de navegador falsas em lojas de aplicativos que se passam pelo ChatGPT, algumas dessas ferramentas apresentam algumas funcionalidades do chatbot, mas também continham um malware perigoso.

A Meta promete medidas de segurança para coibir essas ações.

De acordo com Guy Rosen, diretor de segurança da Meta, os golpistas estão se aproveitando do interesse pelas tecnologias de IA generativa para divulgar esses links.

A Meta informou que os principais alvos desses ataques têm sido usuários que usam a plataforma de negócios do Facebook.

O objetivo dos golpistas é acessar a página comercial do usuário que tem a maior probabilidade de ter um cartão de crédito vinculado.

Para evitar essas ações, a Meta anunciou que irá utilizar um novo tipo de conta para empresas chamado “Meta Work”.

Os usuários poderão acessar as ferramentas do Gerenciador de Negócios sem ter uma conta pessoal do Facebook.

Isso ajudará a manter as contas comerciais mais seguras nos casos em que os invasores começarem o comprometimento de uma conta pessoal.

Publicidade

Curso gratuito de Python

O curso Python Básico da Solyd oferece uma rápida aproximação à linguagem Python com diversos projetos práticos. Indo do zero absoluto até a construção de suas primeiras ferramentas. Tenha também suporte e certificado gratuitos. Saiba mais...