Lapsus$: cibercriminoso que vazou GTA 6 diz que vai cometer crimes novamente
11 de Dezembro de 2023

O hacker Arion Kurtaj, que é acusado de ser um dos integrantes do grupo de cibercriminosos conhecido como Lapsus$, deve continuar detido no Reino Unido.

Morador de Oxford, o jovem de 18 anos foi novamente ouvido no tribunal, mas não teve a sentença revogada.

De acordo com a BBC, o promotor do caso, Kevin Barry, até perguntou na corte se o jovem voltaria a cometer crimes caso fosse libertado.

"Foi isso que ele me disse da última vez que eu o vi", relatou a psiquiatra que acompanha o réu, Claudia Camden-Smith.

A juíza do caso, Patricia Lee, resolveu suspender a definição da sentença até o final deste mês.

O adiamento foi necessário para que o jovem passe por uma nova definição sobre a sua condição psiquiátrica: ele é autista e foi considerado "incapaz de passar por julgamento".

A sua pena deve ser revertida em um tratamento especializado com base na lei britânica Mental Health Act, válida para pessoas consideradas "um risco para si mesmos ou para outras pessoas" por condições de saúde mental.

Kurtaj está preso desde setembro de 2022, quando foi investigado depois do envolvimento no vazamento de informações de Grand Theft Auto VI. No mesmo mês, outras pessoas que foram consideradas líderes da gangue também foram detidas.

Quando era menor de idade, o britânico integrou o Lapsus$, um grupo de cibercriminosos que reivindica a autoria de invasões em empresas como Rockstar Games, Nvidia e Uber, além de alvos inclusive no Brasil.

Em agosto deste ano, ele e mais um menor de idade acusado de integrar o Lapsus$ foram julgados oficialmente — o outro réu ainda não completou 18 anos e, por isso, não teve o nome revelado.

O grupo tinha como membros principalmente adolescentes, que invadiam sistemas e comercializavam dados roubados em fóruns.

A Microsoft também foi um alvo da gangue em 2022.

Os advogados do jovem argumentaram que a invasão "não causou danos sérios" a ninguém e "foi insignificante comparada com a produção e antecipação em geral do jogo".

Por outro lado, a acusação defendeu que o crime teve um grande número de vítimas, já que dados também foram roubados e usados de forma fraudulenta pelos réus. Kurtaj foi considerado culpado por 12 crimes diferentes.

Publicidade

Hardware Hacking

Aprenda a criar dispositivos incríveis com o especialista Júlio Della Flora. Tenha acesso a aulas prática que te ensinarão o que há de mais moderno em gadgets de hacking e pentest. Se prepare para o mercado de pentest físico e de sistemas embarcados através da certificação SYH2. Saiba mais...