Homem é acusado nos EUA por operar mercado de drogas 'Monopoly' na darknet
27 de Junho de 2023

Um homem sérvio de 33 anos foi extraditado da Áustria para os Estados Unidos para enfrentar acusações de administrar um mercado criminoso de narcóticos na darknet chamado "Monopoly Market".

Segundo um comunicado do Departamento de Justiça dos EUA, o suspeito, Milomir Desnica, é acusado de facilitar US$ 18 milhões em transações ilegais de drogas por meio de seu site.

O suspeito foi preso na Áustria em novembro de 2022 e indiciado em 26 de julho de 2022, com o Departamento de Justiça anunciando as acusações na última sexta-feira.

Desnica agora enfrenta uma acusação de conspiração para distribuir e possuir metanfetamina e uma acusação de conspiração para lavar instrumentos monetários.

O mercado Monopoly foi uma plataforma da dark web lançada em 2019 para vender substâncias narcóticas ilegais, incluindo opioides, psicodélicos, estimulantes e medicamentos prescritos.

O DOJ diz que Desnica pessoalmente verificou cada vendedor registrado para garantir que eles possuíssem as substâncias ilegais que afirmavam vender, pedindo-lhes até mesmo para produzir evidências fotográficas de seu estoque.

A Força-Tarefa de Opioides de Alta Tecnologia do FBI fez várias encomendas no mercado, totalizando 100 gramas de metanfetamina, comprovando a validade dos produtos vendidos no site.

Desnica supostamente usou pelo menos dois serviços de câmbio de criptomoedas entre abril de 2020 e julho de 2022 para obscurecer o rastro, lavar os rendimentos de seu crime e, em seguida, vender a criptomoeda para traders p2p sérvios por dinheiro fiduciário.

Em dezembro de 2021, investigadores dos EUA apreenderam o servidor de hospedagem do Monopoly Market com a ajuda das forças policiais cibernéticas na Alemanha e na Finlândia.

"Por meio da análise do servidor apreendido, as autoridades identificaram registros de vendas de narcóticos facilitadas pelo Monopoly, registros financeiros que documentam os pagamentos em criptomoedas no Monopoly, um fórum online associado ao Monopoly, comunicações do operador do Monopoly com fornecedores, faturas de pagamento de comissão e mais", explica o comunicado do Departamento de Justiça.

Em maio de 2023, uma operação internacional chamada 'SpecTor' prendeu 288 fornecedores do mercado Monopoly e apreendeu € 50,8 milhões (US$ 55,9 milhões) em dinheiro e criptomoedas.

Essas prisões foram possíveis graças à análise de dados recuperados do servidor do Monopoly, expondo compradores e vendedores ativos na plataforma.

"Por meio da extensa análise desses registros, Desnica foi identificado como o operador do Monopoly", diz o comunicado do DOJ.

Agora, Desnica enfrenta a perspectiva de uma sentença de prisão perpétua, a pena máxima por distribuição de metanfetamina, enquanto a acusação de lavagem de dinheiro carrega um prazo máximo de 20 anos.

Se condenado, Desnica também terá que renunciar a qualquer propriedade ligada à sua atividade criminal, derivada ou obtida direta ou indiretamente das vendas de drogas na darknet.

Publicidade

Pentest do Zero ao Profissional

O mais completo curso de Pentest e Hacking existente no Brasil, ministrado por instrutores de referência no mercado. Oferece embasamento sólido em computação, redes, Linux e programação. Passe por todas as fases de um Pentest utilizando ambientes realísticos. Se prepare para o mercado através da certificação SYCP. Saiba mais...