Fabricante alemã de baterias Varta interrompe produção após ciberataque
15 de Fevereiro de 2024

A fabricante de baterias VARTA AG anunciou ontem que foi alvo de um ataque cibernético que a obrigou a desativar seus sistemas de TI, fazendo com que a produção em suas fábricas parasse.

A VARTA é uma fabricante alemã de baterias para os setores automotivo, de consumo e industrial, parcialmente detida pela Energizer Holdings.

A marca tem uma história de P&D que abrange 136 anos, e seus produtos estão disponíveis em todo o mundo.

A receita anual da VARTA ultrapassa US$ 875 milhões.

A empresa anunciou que hackers atacaram partes de sua infraestrutura de TI na noite de segunda-feira, causando uma interrupção severa em cinco unidades de produção.

"Na noite passada, 12 de fevereiro de 2024, o Grupo VARTA foi alvo de um ataque cibernético em partes de seus sistemas de TI", lê-se num comunicado à imprensa compartilhado pela VARTA.

"Isto afeta as cinco fábricas de produção e a administração.

Os sistemas de TI e, portanto, a produção foram proativamente desativados temporariamente por razões de segurança e desconectados da internet."

O alcance do impacto do incidente está atualmente sob avaliação, e o dano causado ainda não foi determinado.

A VARTA diz que sua prioridade atual é garantir a integridade dos dados, optando por desligamentos proativos que podem ajudar a conter a violação dos sistemas de TI.

A empresa diz que implementou as medidas em seu plano de emergência e formou uma força-tarefa composta por especialistas em cibersegurança e especialistas forenses em dados, que ajudarão na restauração do sistema.

Embora o incidente tenha as características de um ataque de ransomware, isso ainda não foi determinado, e nenhum grande grupo de ameaças assumiu a responsabilidade pelo ataque.

A paralisação das operações de produção em cinco fábricas sem um cronograma claro para a restauração das operações normais resultou na queda de 4,75% no preço das ações da VARTA após o anúncio do ataque cibernético.

O BleepingComputer entrou em contato com a VARTA para saber mais sobre a natureza do ataque cibernético e se envolve criptografia de dados, mas um comentário não estava imediatamente disponível.

Publicidade

Cuidado com o deauth, a tropa do SYWP vai te pegar

A primeira certificação prática brasileira de wireless hacking veio para mudar o ensino na técnica no país, apresentando labs práticos e uma certificação hands-on.
Todas as técnicas de pentest wi-fi reunidos em um curso didático e definitivo. Saiba mais...