Escritório britânico de registros criminais confirma que um incidente cibernético causou problemas no portal
10 de Abril de 2023

O Escritório de Registros Criminais do Reino Unido (ACRO) finalmente confirmou, após semanas de atraso na emissão de uma declaração, que os problemas no portal online desde 17 de janeiro resultaram do que foi descrito como um "incidente de segurança cibernética".

O ACRO é a organização nacional de aplicação da lei do país responsável por gerenciar informações de registros criminais, fornecer registros criminais mediante solicitação e compartilhar esses registros com nações estrangeiras.

A confirmação de hoje vem depois que o ACRO anunciou em 21 de março que as inscrições não estavam mais disponíveis por meio de seu portal online devido a "manutenção essencial do site".

Um dia antes, alertou sobre atrasos significativos na emissão de certificados policiais porque as inscrições levavam mais tempo para processar devido a "grandes demandas".

O site do ACRO está desativado desde pelo menos 31 de março, com uma nota exibida no site dizendo que não está disponível devido a "problemas técnicos".

Os usuários são solicitados a solicitar certificados de proteção policial ou internacional por e-mail, com a agência entrando em contato posteriormente para pagamento.

Em uma declaração compartilhada hoje no Twitter, a agência vinculou oficialmente a manutenção do site do mês passado a um incidente cibernético.

"O Escritório de Registros Criminais do ACRO sofreu um incidente de segurança cibernética, cujo impacto está causando principalmente atrasos na emissão de certificados policiais", disse.

"Assim que fomos informados em 21 de março do incidente, tomamos medidas robustas para desativar o portal de inscrição para que pudéssemos investigar completamente.

Enviamos um e-mail para todos os candidatos que possam ter sido afetados." O corpo policial do Reino Unido também acrescentou que ainda não encontrou evidências de que informações pessoais foram afetadas.

No entanto, de acordo com o Evening Standard, a agência informou aos candidatos afetados nesta semana que "informações de identificação e quaisquer dados de condenação criminal" foram impactados.

"Estamos trabalhando com as autoridades relevantes, incluindo o Centro Nacional de Segurança Cibernética, para investigar e remediar o incidente.

Atualmente, não há evidências conclusivas de que os dados pessoais foram afetados", acrescentou o ACRO.

"Nossos serviços para a polícia e outras agências, juntamente com nossas trocas de registros criminais com países estrangeiros, ainda estão operacionais."

Publicidade

Cuidado com o deauth, a tropa do SYWP vai te pegar

A primeira certificação prática brasileira de wireless hacking veio para mudar o ensino na técnica no país, apresentando labs práticos e uma certificação hands-on.
Todas as técnicas de pentest wi-fi reunidos em um curso didático e definitivo. Saiba mais...