Desenvolvedores de Genshin Impact irão processar usuários e desenvolvedores do Kaveh Hacks
30 de Agosto de 2023

O desenvolvedor do Genshin Impact, miHoYo, respondeu a uma situação de hacking no jogo que tem causado problemas recentemente em sua comunidade de jogadores, alertando que tomariam medidas legais contra os responsáveis.

Genshin Impact é um jogo de exploração em mundo aberto de anime incrivelmente popular, disponível para Android, iOS, PS4 e Windows, com mais de 60 milhões de jogadores ativos.

Desde a semana passada, muitos jogadores de Genshin Impact, conhecidos como Viajantes, relataram terem sido afetados pelos chamados 'hacks de Kaveh' que impactaram severamente sua capacidade de progredir no jogo.

Os hacks foram conduzidos através de um plug-in não oficial que permitia ao personagem do jogo Kaveh deletar itens vitais para a progressão no modo cooperativo, como quebra-cabeças ou NPCs com os quais o jogador precisa interagir.

Em alguns casos, os viajantes relataram que seus pontos de exploração foram revertidos devido à manipulação.

Esta situação afetou gravemente a experiência de jogo de muitos jogadores, basicamente interrompendo suas jogatinas e causando preocupações significativas na imensa comunidade de Genshin Impact.

O desenvolvedor do jogo anunciou na última quarta-feira que os chamados 'hacks de Kaveh' que causaram problemas a um número significativo de viajantes foram contidos em sua maioria, e as contas afetadas serão notificadas individualmente por meio de mensagens no jogo.

Atualmente, o modo cooperativo funciona como pretendido, mas a restauração de alguns itens e contas ainda não foi concluída.

O miHoYo prometeu que todos os problemas serão corrigidos em uma futura atualização.

O criador do jogo também se comprometeu a tomar medidas legais contra quem desenvolveu, usou ou compartilhou os plug-ins que permitiram a manipulação no jogo, violando os termos de serviço do jogo e todas as leis aplicáveis.

"Para manter um jogo justo e proteger os direitos dos Viajantes, banimos as contas que usam esses plug-ins e tomaremos medidas legais contra os desenvolvedores, usuários e disseminadores desses plug-ins", diz a postagem do desenvolvedor.

"Atualmente, confirmamos que desenvolvedores e usuários desse plug-in estão postando conteúdo na comunidade ou em sites de vídeo, se disfarçando de vítimas para confundir o público e incitar pânico."

Os jogadores de Genshin Impact que foram afetados pelos 'hacks de Kaveh' são incentivados a entrar em contato com o suporte ao cliente e enviar um relatório para ajudar a corrigir todas as violações que prejudicam o jogo justo.

Hacks e cheats no jogo constituem uma violação dos termos de serviço, e se incluírem a modificação do código proprietário do jogo e ativos, também podem ser qualificados como violação de direitos autorais.

Além disso, hackear servidores de jogos ou explorar vulnerabilidades pode ser classificado como ilegal sob as leis de fraude e abuso de computadores em algumas jurisdições.

Em última análise, ações que dão aos jogadores uma vantagem injusta e comprometem a integridade do jogo podem perturbar severamente a economia do jogo e levar a perdas financeiras para a editora.

Portanto, as empresas são incentivadas a fazer tudo o possível para prevenir tais atividades.

Em fevereiro de 2023, a Valve criou um honeypot especial para pegar e banir mais de 40.000 contas do seu jogo Dota 2, que usavam software de trapaça para ganhar uma vantagem injusta sobre outros jogadores.

No mesmo mês, a Bungie recebeu $4,3 milhões em danos e taxas após processar uma empresa por vender cheats do jogo Destiny 2.

Publicidade

Curso gratuito de Python

O curso Python Básico da Solyd oferece uma rápida aproximação à linguagem Python com diversos projetos práticos. Indo do zero absoluto até a construção de suas primeiras ferramentas. Tenha também suporte e certificado gratuitos. Saiba mais...