Com o apoio da Meta e do TikTok, site para combater a sextorsão chega ao Brasil
7 de Fevereiro de 2024

A plataforma Take It Down, que conta com a Meta e o TikTok como alguns de seus parceiros, foi disponibilizada em português na terça-feira (6).

A plataforma permite que pais, guardiões, adolescentes e adultos solicitem a remoção ou tentem prevenir a publicação de imagens íntimas de indivíduos com menos de 18 anos.

O objetivo da Take It Down é combater casos de exposição (que nesses casos é sempre indevida), pornografia de vingança ou sextorsão - um ato de extorsão onde uma pessoa é ameaçada com a divulgação de conteúdo íntimo, como nudes ou vídeos sexuais, que podem ser enquadrados nos artigos 216-B e 218-C do Código Penal Brasileiro.

No entanto, adultos que tiveram imagens sexuais registradas quando eram menores de 18 anos também podem usar a plataforma.

Para aqueles que são ou foram vítimas de sextorsão, pornografia de vingança ou similares com imagens registradas após os 18 anos, é recomendado usar a plataforma StopNCII - que inspirou a criação da Take It Down.

Obviamente, a existência desses serviços não dispensa a denúncia à polícia.

A Take It Down gera um código hash para identificar cópias do conteúdo.

Em seu site, a Take It Down explica que quando o usuário seleciona uma foto ou vídeo que deve ser removido, o sistema cria um identificador, um tipo de impressão digital, capaz de reconhecer cópias exatas da imagem ou vídeo.

Com essa identificação, as empresas que fazem parte do projeto saberão quando esse conteúdo for carregado em suas plataformas.

A Take It Down afirma que as fotos e vídeos selecionados não são salvos nem carregados, tudo permanece no dispositivo da pessoa que está usando o recurso.

O que a ferramenta faz é registrar uma "impressão digital" do conteúdo.

Essa identificação é compartilhada com as empresas parceiras (além da Meta e TikTok incluem Pornhub, Snapchat, OnlyFans, Clips4Sale, RedGifs e Yubo), que podem realizar uma varredura para encontrar as imagens e removê-las de suas plataformas.

A proposta da plataforma é muito relevante.

Contudo, as empresas parceiras devem começar a apoiar serviços que combatem a divulgação de pornografia feita através de deepfake - que deve se tornar a principal fonte de conteúdos íntimos para sextorsão e pornografia de vingança.

Publicidade

Hardware Hacking

Aprenda a criar dispositivos incríveis com o especialista Júlio Della Flora. Tenha acesso a aulas prática que te ensinarão o que há de mais moderno em gadgets de hacking e pentest. Se prepare para o mercado de pentest físico e de sistemas embarcados através da certificação SYH2. Saiba mais...