China acusa a inteligência dos EUA por ataque cibernético em Wuhan
17 de Agosto de 2023

Um novo caso eleva as tensões entre a China e os Estados Unidos.

O governo chinês acusou os americanos de realizar um ataque cibernético contra uma instalação em Wuhan.

Segundo Pequim, hackers apoiados pela Casa Branca tentaram roubar dados sobre segurança nacional da China.

O ataque ocorreu em 26 de julho deste ano e teve como alvo o Centro de Monitoramento de Terremotos de Wuhan.

De acordo com o governo chinês, foi planejado por agências de inteligência americanas, com o uso de um malware "muito complexo".

O Departamento Municipal de Gestão de Emergências de Wuhan relatou que os americanos tentaram roubar informações sobre instalações militares de defesa, que são consideradas ao determinar a intensidade dos terremotos.

Uma investigação realizada pelas autoridades chinesas encontrou um "software malicioso que exibe características das agências de inteligência dos EUA," de acordo com um relatório divulgado na segunda-feira (14).

Pequim alertou que ataques cibernéticos podem danificar os sistemas de monitoramento de terremotos, tornando-os ineficazes em fornecer dados precisos em caso de tremores, ou podem causar alarmes falsos.

Essa situação, dizem os chineses, pode colocar a população do país em risco, conforme relatado pelo portal ZDNet.

“As agências de inteligência dos EUA não apenas coletam ativamente diversas informações de sinal, mas também há muito tempo obtêm dados abrangentes de sensoriamento remoto e telemetria de outros países como inteligência estratégica por vários meios,” disse Xiao Xinguang, membro do Comitê Nacional da Conferência Consultiva Política do Povo Chinês e também arquiteto-chefe de software da fornecedora local de antivírus Antiy Labs.

O governo dos Estados Unidos não se pronunciou oficialmente sobre as acusações chinesas, limitando-se a dizer que: “a China quase certamente é capaz de lançar ataques cibernéticos que podem interromper serviços de infraestrutura crítica dentro dos Estados Unidos, incluindo contra oleodutos e gasodutos e sistemas ferroviários”.

Ataques hackers têm deixado as autoridades dos Estados Unidos em alerta.

Em um dos casos mais recentes, o embaixador do país na China teve seu e-mail invadido e centenas de milhares de informações da Casa Branca foram comprometidas.

O grupo de hackers obteve acesso aos e-mails de cerca de 25 organizações, incluindo pelo menos duas agências governamentais dos Estados Unidos, após uma falha no sistema da Microsoft.

Publicidade

Já viu o Cyberpunk Guide?

Imagine voltar ao tempo dos e-zines e poder desfrutar de uma boa revista contendo as últimas novidades, mas na pegada hacking old school.
Acesse gratuitamente o Cyberpunk Guide e fique por dentro dos mais modernos dispositivos usados pelos hackers. Saiba mais...