Anatel avisa sobre golpe de mudança de operadora de telefonia
15 de Dezembro de 2023

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) emitiu um alerta acerca de um golpe em que os criminosos estão usando o nome da agência em chamadas para persuadir clientes a mudar suas provedoras de telecomunicações.

O golpe envolve várias empresas, incluindo Algar, Claro, Oi, TIM e Vivo.

A Anatel já solicitou esclarecimentos das empresas envolvidas e afirmou que pode tomar ações baseadas na Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), de acordo com o G1.

A Anatel comunicou que está investigando as informações recebidas e tomando medidas para combater essas tentativas de fraudes que usam indevidamente o nome da agência.

A fraude envolve o uso ilegal de dados cadastrais de clientes, inclusive de fornecedoras concorrentes.

A Anatel já pediu explicações das empresas envolvidas e pode tomar ações com base na Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD).

A agência também enfatiza seu esforço nos últimos anos para combater chamadas de telemarketing abusivas e o uso inadequado e prejudicial das redes de serviços de telecomunicações.

Nesse sentido, as próprias empresas de telecomunicações estabeleceram um código de conduta sobre telemarketing, que prevê punições em casos de práticas inadequadas.

A Anatel recomenda que os consumidores usem os canais de atendimento da agência, como o aplicativo Anatel Consumidor, o site gov[.]br/anatel/consumidor ou o telefone 1331, para orientações ou reclamações sobre casos de tentativas de fraude.

A agência incentiva a comunicação desses casos para adotar as medidas necessárias.

Golpistas se passam pela Anatel

Agência emite alerta sobre proteção contra fraudes

Usuários nas redes sociais relatam ter recebido chamadas de pessoas que se passam por funcionários da Anatel.

Um relato se tornou viral: um cliente da Oi descreve sua experiência como alvo desse tipo de golpe.

Depois de entrar em contato com a provedora para resolver um problema de internet ruim, o cliente começou a receber chamadas consecutivas de números desconhecidos, que ofereciam uma gravação falando de um suposto problema de rede em sua área, perguntando se o problema havia sido resolvido.

A Anatel esclareceu que não negocia ou media reclamações de clientes contra fornecedores de serviços, nem entra em contato com clientes para enviar boletos, comunicar sobre valores a receber, lidar com demandas abertas na agência ou solicitar informações.

Cada consumidor é livre para escolher sua provedora de serviços de telecomunicações.

A agência também deu dicas para clientes se protegerem desse tipo de golpe.

Publicidade

Curso gratuito de Python

O curso Python Básico da Solyd oferece uma rápida aproximação à linguagem Python com diversos projetos práticos. Indo do zero absoluto até a construção de suas primeiras ferramentas. Tenha também suporte e certificado gratuitos. Saiba mais...