A FTC alerta sobre as 'perdas impressionantes' com golpes nas redes sociais desde 2021
9 de Outubro de 2023

A Comissão Federal de Comércio dos EUA (FTC) diz que os americanos perderam pelo menos US$ 2,7 bilhões em golpes nas redes sociais desde 2021, com o número real provavelmente muito maior devido à severa subnotificação.

Um estudo recente revela que apenas 4,8% das vítimas desses golpes registraram queixas junto ao Better Business Bureau ou a uma agência governamental.

"As perdas relatadas para golpes nas redes sociais durante o mesmo período atingiram o impressionante valor de US$ 2,7 bilhões, muito mais elevado que qualquer outro método de contato", disse Emma Fletcher, pesquisadora sênior de dados da FTC.

"E como grande parte dos fraudes não são relatados, essa cifra reflete apenas uma pequena parcela do dano público."

Nos golpes nas redes sociais, os fraudadores geralmente anunciam produtos falsos, tentando enganar as possíveis vítimas a efetuar pagamentos.

Posteriormente, esses criminosos fogem com o dinheiro sem realmente cumprir a promessa.

Alternativamente, eles podem tentar atrair pessoas com falsas oportunidades de investimento, frequentemente relacionadas a criptomoedas.

Outra tática envolve enviar solicitações de amizade inesperadas, posando como potenciais parceiros românticos, para depois solicitar dinheiro de seus alvos.

A FTC aconselhou aos consumidores dos EUA hoje a terem cuidado e se protegerem contra esses golpes, incentivando as pessoas em risco a restringir suas postagens e contatos nas redes sociais, entrando em contato diretamente por telefone se alguém, mesmo um suposto amigo ou parente, solicita dinheiro por meio de redes sociais.

Os americanos também foram instados a ter cautela se alguém nas redes sociais procurar amizade ou romance do nada.

Nesses casos, é aconselhável ter cuidado, ler sobre golpes românticos e evitar enviar dinheiro para indivíduos que não foram encontrados pessoalmente.

Além disso, os consumidores devem pesquisar as empresas antes de fazerem compras, pois buscas online usando o nome de uma empresa e palavras-chave como "golpe" ou "reclamação" podem fornecer informações valiosas.

"Os relatórios durante o primeiro semestre do ano mostram que os golpes mais frequentemente relatados nas redes sociais estão relacionados às compras online, com 44% dos relatórios apontando para fraudes relacionadas à compra ou venda de produtos online", disse a FTC.

"A maioria desses relatórios vem de pessoas que nunca receberam os itens que pediram após responderem a um anúncio no Facebook ou Instagram."

O aviso de hoje segue um relatório da FTC sobre um aumento nos golpes nas redes sociais durante 2021, quando os americanos perderam mais de US$ 770 milhões em um único ano, de acordo com mais de 95.000 relatórios.

Isso representou um aumento massivo de 18 vezes em relação às perdas de 2017 e mais do que o dobro em comparação aos relatados durante 2020.

Em fevereiro, a FTC afirmou que os consumidores dos EUA perderam um valor recorde de US$ 8,8 bilhões com vários tipos de golpes em 2022, após um aumento expressivo de mais de 30% nas perdas por fraude em comparação com o ano anterior.

Naquela ocasião, a agência revelou que cerca de 2,4 milhões de americanos relataram perdas financeiras devido a golpes no ano passado, com a maioria caindo presa de impostores e golpes de compras online em 2022.

Publicidade

Curso gratuito de Python

O curso Python Básico da Solyd oferece uma rápida aproximação à linguagem Python com diversos projetos práticos. Indo do zero absoluto até a construção de suas primeiras ferramentas. Tenha também suporte e certificado gratuitos. Saiba mais...