3.500 Presos em Operação Global HAECHI-IV Visando Criminosos Financeiros
20 de Dezembro de 2023

Uma operação policial internacional de seis meses, codinome HAECHI-IV, resultou na prisão de quase 3.500 indivíduos e apreensões no valor de 300 milhões de dólares em 34 países.

O exercício, que ocorreu de julho a dezembro de 2023, visava vários tipos de crimes financeiros, como phishing de voz, golpes de romance, extorsão online, fraude em investimentos, lavagem de dinheiro associada ao jogo online ilegal, fraude por comprometimento de email corporativo e fraude em comércio eletrônico.

Além disso, as autoridades congelaram contas bancárias associadas e de provedores de serviços de ativos virtuais (VASP) em um esforço para cortar o acesso a rendimentos criminosos.

No total, as autoridades bloquearam 82.112 contas bancárias suspeitas, confiscando 199 milhões de dólares em moeda física e 101 milhões de dólares em ativos virtuais.

"A cooperação entre as autoridades filipinas e coreanas levou à prisão em Manila de um criminoso de jogos online de alto perfil após uma caçada de dois anos pela Agência Nacional de Polícia da Coreia", disse a Interpol, uma organização policial internacional.

A fraude em investimentos, o comprometimento de emails corporativos e a fraude em comércio eletrônico representaram 75% dos casos, acrescentou a agência, afirmando ter detectado um novo golpe na Coreia do Sul que envolvia a venda de tokens não fungíveis (NFTs) com promessas de grandes retornos, apenas para os operadores encenarem um rug pull e abandonarem abruptamente o projeto.

Outra tendência inovadora diz respeito ao uso de inteligência artificial (IA) e tecnologia deepfake para aumentar a autenticidade dos golpes, permitindo que criminosos se passem por pessoas conhecidas das vítimas, bem como enganem, fraudem, assediem e extorquem vítimas por meio de golpes de usurpação de identidade, chantagem sexual online e fraude em investimentos.

HAECHI-IV surge mais de um ano após o HAECHI-III, que levou à apreensão de 130 milhões de dólares em ativos virtuais em conexão com uma repressão global a crimes financeiros cibernéticos e lavagem de dinheiro.

"A apreensão de 300 milhões de dólares representa uma quantia impressionante e ilustra claramente o incentivo por trás do explosivo crescimento do crime organizado transnacional", disse Stephen Kavanagh, da Interpol.

"Este vasto acúmulo de riqueza ilícita é uma séria ameaça à segurança global e enfraquece a estabilidade econômica das nações em todo o mundo."

Publicidade

Cuidado com o deauth, a tropa do SYWP vai te pegar

A primeira certificação prática brasileira de wireless hacking veio para mudar o ensino na técnica no país, apresentando labs práticos e uma certificação hands-on.
Todas as técnicas de pentest wi-fi reunidos em um curso didático e definitivo. Saiba mais...