Observatório global

Imagem de pessoas e tecnologia.
Observatório global.

Apple descontinuará linha dos roteadores Air Port, muito populares nos EUA, os quais estarão disponíveis somente até o fim dos estoques remanescentes, resultado da abundância de outras opções no mercado, fornecidas pelos próprios provedores de acesso. É, não estavam mais dando lucro pra marca da maçãzinha mordida. Sem novos releases nem atualização há mais de cinco anos, o device da maçã conta com a promessa – nem sempre cumprida, vide o recente e desastroso caso das baterias do iPhone – de que a empresa se compromete a manter o suporte técnico durante o período de obsolescência, ou seja, até as últimas unidades serem vendidas. Embora trate-se de um produto de qualidade top, se os consumidores olharem ao redor, poderão encontrar opções muito mais vantajosas, uma vez que concordem em abrir mão da mera ostentação da marca. ASSESSMENT: LOGOFF. Ou seja, pule fora que já era, tá “off the hype”!

Fonte: Ars Technica.

Chrome OS 66 saiu hoje, dia 28/4, enquanto eu escrevia. Ele inclui uma gorda lista de novos features, como: GUIs reestilizadas, suporte avançado a MagicTether, proteção aprimorada contra vulnerabilidade Meltdown, opções customizáveis contra autoplay de vídeos e scripts, suporte a GDPR e autotransferência de credenciais para autenticação 802.1x, entre umas duas dúzias de outros novos recursos, estando disponível para os dispositivos compatíveis dentro dos próximos dias. Enquanto globalmente se observa uma sensível migração dos usuários de outras plataformas para o S.O. do Google, com a popularização de seus dispositivos, ainda não se percebe uma penetração muito relevante por aqui, em Bananaland Republic. Mas pelo jeito, essa difusão não demora a viralizar, segundo os insiders e os superusers bourgouises mais inteirados e com acesso a compras em Miami pelas plataformas digitais. Será que estamos assistindo a uma iminente “descida da ladeira” para os S.O’s da Apple e da Microsoft? Longe de mim duvidar, embora sempre restarão os aficionados roxos, vendo-se o exemplo da verdadeira septicemia causada pelo Linux por aqui. ASSESSMENT: LOGON. Eu mesmo já entrei nessa vibe.

Fonte: Ausdroid.

Ransomwares avançam nos “BRICS”, à medida que os países em desenvolvimento ganham cada vez maior relevância econômica e importância no cenário global: o malware “KCW”, criação do hackerteam Kerala Cyber Warriors, começou a atacar recentemente sites, na maioria corporativos, sediados em países asiáticos, com alvos preferenciais na Índia e no Paquistão. A lombriga digital invade os servidores e criptografa arquivos hospedados, inutilizando-os e adicionando-lhes uma extensão proprietária: “.KCWENC”. O ataque inclui o arquivo “KCWENCRIPT.PHP”. que contém instruções para a supressão do ataque e direciona à página do grupo no Facebook, sob a alegação de motivações políticas. Opa, vai que isso de repente dá uma grana, vou começar a codear um treco desses… ASSESSMENT: BLOCK. Hackmins ficam por aí outsorçando hosting, compartilhando porn, etc., depois vem reclamar que pegaram ransomware

Fontes: Nullcookies e Bleepingcomputer.

Windows 10 liberará sua mais recente atualização em abril, espera-se, pelo menos na maioria do mundo civilizado, ou seja, além das fronteiras bananesianas. Segundo comentários ouvidos por mim, o S.O. da Microsoft, após atualizado, “replicará” alguns recursos já presentes em outros sistemas operacionais, como Chrome OS e iOS, recursos os quais “estariam fazendo falta” aos usuários. Entretanto, a atualização possui vários méritos próprios, incorporando e aprimorando novas e interessantes ferramentas, como o recurso organizacional TimeLine, que ordena eventos e interações do usuário e pode ser usado como uma agenda muito prática, além do NearShare, que permite compartilhamento instantâneo de arquivos e streams entre vários dispositivos próximos. Posso afirmar que nem todos – se algum – dos novos recursos poderão estar disponíveis, nas edições regionais da atualização, ou seja, aquelas destinadas à nossa longínqua Província de Pindorama. O novo pacotão de gostosuras digitais deverá ser disponibilizado até o dia 30 de abril, segundo fonte. ASSESSMENT: STANDBY. Espera, que uma hora dessas a encomenda chega. Isso, se o cavalo do mensageiro não morrer de sede ou de cansaço, nem ele for interceptado por bandoleiros.

Fonte: PC World.

Amazon entrega compras nos porta-malas dos automóveis das marcas Volvo e GM, através de seu serviço Amazon Fresh Pickup, exclusivo para assinantes Premium. Lançado como beta em apenas duas localidades nos EUA há cerca de um ano, o serviço agora se expande para outras cidades estadunidenses e, segundo a empresa, existem planos para disponibilização em âmbito global. Compra-se o que se precisar e desejar, incluindo itens de alimentação, hortifrúti, higiene, vestuário, gadgets, etc., através do aplicativo e, em quinze minutos em média, a compra é seguramente depositada em seu porta-malas, desde que o veículo esteja estacionado num local público, seja ele uma via ou um estacionamento de shopping. Com certeza há projetos de expansão para o sistema, prevendo o uso de AI e realidade aumentada, para autenticações diversas, como a do veículo e do usuário. Agora, um pouco de futuroscopia — eu estive no futuro e conto agora pra vocês: num ano vindouro próximo, você poderá abrir um app ou, falar com a Alexa – ou com o Google, ou com qualquer assistente virtual, mesmo a Cortana, pois até lá ela estará um bocado menos burra – fazer a compra do mês e recebê-la em casa, através de um drone. Já pensou, pedir uma pizza que será entregue por um drone inteligente? Eu já pedi e comi uma, mas isso foi lá em em 2028. E infelizmente, não foi aqui na Bananésia. ASSESSMENT: RELAX & ENJOY. Não há como deter a Grande Revolução Digital.

Fontes: TNW, USA Today e Business Insider.