Comandos básicos no terminal do Linux

Bash do Linux

O terminal das distribuições Linux é uma ferramenta que facilita em demasia meus afazeres. Eu simplesmente não conseguiria ter a mesma produtividade sem ele.

Com o terminal, eu consigo fazer diversas e diferentes coisas, desde navegar entre os diretórios e instalar programas, até descompactar arquivos e monitorar os processos. Isso sem falar em coisas que seriam bem mais chatas se feitas em ambiente gráfico.

Vale ressaltar que existem diversas distros Linux voltadas para o usuário leigo e, caso você queira e prefira, nem precisa tocar no terminal. Pode fazer de tudo: atualizar, instalar programas, ouvir músicas, descompactar arquivos, instalar drivers sem escrever uma linha na “janela preta”, derrubando assim o mito de que Linux é difícil. A situação aqui porém, é para aqueles que querem desfrutar dessa ferramenta que vale a pena ser estudada, todavia que não conhecem nada a respeito de como usá-lo.

Exatamente pensando nisso, eu fiz um vídeo para meu canal no YouTube: Como usar o terminal do Linux. O que foi ensinado vai funcionar para a maior parte dos sistemas. Sendo mais específico, os baseados no Debian. Antes de dizer qualquer coisa, a máscara do Anonymous dá-se por conta da minha falta de conhecimento técnico em produzir um desenho. Eu absolutamente não sei nada de desenho. O artigo não é sobre minhas péssimas habilidades, então sem delongas, eis o vídeo:

Caso você queira, poderá observar os comandos ensinados no vídeo. Perdoe-me se há algum erro de digitação. São vários comandos para conferir um por um.

Navegação de diretórios

pwd → Mostra o diretório atual.
ls → Lista o que tem dentro do diretório atual
ls -1 → Lista um por linha
ls -a → Lista todos os arquivos do diretório, incluindo ocultos
ls –color → vai colorir as saídas
ls -s -h → Tamanho dos arquivos
ls Pasta/ | wc -l → Lista a qntd de arquivos ou pastas
cd [diretorio] → Passa pra um novo diretório
cd → Se usado sem argumentos, volta para seu diretório inicial
touch [arquivo] → Cria um arquivo
rm [arquivo] → Exclui um arquivo
mkdir [“nome da pasta”] → Cria uma nova pasta
rmdir [diretorio] → Remove uma pasta
rm -rf [diretório] → Remove um diretório não vazio sem perguntar nada
cp [origem] [destino] → Copia conteúdo
mv [origem] [destino] → Move conteúdo
cd / → Diretório raiz
file [arquivo] → Informações sobre o arquivo

Terminal

history → lista o histórico do terminal
clear ou Ctrl + L → Limpa a tela
whereis [comando] → Localização do comando

Usuário

whoami → mostra o usuário
sudo adduser [nome do novo usuário] → adiciona um usuário
su usuario → entra no usuário

Datas

date → Imprimi a data atual do sistema
cal → Chama um calendário
cal [ano] → Exibe o calendário de um ano específico

Comandos de ajuda

[comando] –help → Mostra a ajuda para o comando
man [comando] → Mostra o manual para o comando

Instalação de programas nos repositório

sudo apt-get update → atualiza a lista de repositórios
sudo apt-get upgrade → atualiza seu sistema
sudo apt-get full-upgrade → atualiza o sistema mais profundamente
apt-cache search [pesquisa] → faz pesquisa no repositório
sudo apt-get install [programa] → instala o programa do repositório
programa → abre o programa no terminal
sudo apt-get remove [programa]
Sempre observar a documentação,e o documento readme que explica sobre o programa

Compactação e descompactação

tar → arquivamento
bzip → comprime bem, porém gasta mais memória no processo
gzip → não comprime tão bem

tar -cf nome_final.tar arquivo1 arquivo2 arquivo3 → arquivamento
tar -xf nomedoarquivo.tar → desagrupando

gzip arquivo → comprime o arquivo
gzip -d arquivo.gz → descomprimi o arquivo.gz

bzip2 arquivo → comprime o arquivo
bzip2 -d arquivo.bz2 → descomprimi o arquivo.bz2

zip arquivo.zip teste
unzip arquivo.zip

tar arq.tar arquivo1 arquivo2 arquivo3 → criando o tar
gzip arq.tar → compactando o tar usando o gzip
tar -zxvf arq.tar.gz → Extraindo o conteúdo

tar arq.tar arquivo1 arquivo2 arquivo3 → criando o tar
bzip arq.tar → compactando o tar usando o bzip3
tar -jxvf arq.tar.bz2 → Extraindo o conteúdo

Editor de texto

less [arquivo.txt] → Lê o arquivo de texto
libre office → editor de interface gráfica
nano arquivo.txt → cria um arquivo de texto e abre o editor
ctrl + w → procura algo
ctrl + k → apaga uma linha
ctrl + u → desfaz uma ação
ctrl + o → salva
ctrl + x → sai

Monitoramento de processos

top → mostra os processos sendo executados
PID → Número do processo
top -p PID → Monitora um PID específico
kill [número de processo]
xkill → kill com interface

Claro, existem diversos outros além dos supracitados, mas esses vão te dar uma base para começar a usar seu sistema operacional de uma maneira mais eficiente.

Fontes

http://www.est.ufpr.br/dicas/node8.html
https://www.infowester.com/comandoslinux.php