Bad News: o jogo que irá “vacinar” o público contra notícias falsas

O Jogo de notícias falas é como aparece na tela do celular. O jogo leva apenas alguns minutos para completar.

Notícias falsas já são uma indústria, uma arma antidemocrática, um filme, uma peça de teatro, um insulto e um clichê.

Agora está sendo transformada em um jogo para ajudar as pessoas a entender suas espertezas e decepções.

Pesquisadores de Cambridge criaram um jogo online, intitulado Bad News, no qual os jogadores competem para se tornarem “um magnata de notícias falsas e desinformação”. Ao esclarecer as práticas obscenas, eles esperam que o jogo “vacine” o público e os torne imunes a propagação de inverdades.

“A ideia é que, uma vez que você tenha visto as táticas e as usou no jogo, você constrói resistência”, disse Sander van der Linden, diretora do Laboratório de Tomada de Decisão Social da Cambridge. “Queremos que o público aprenda o que essas pessoas estão fazendo, vendo através da sua própria perspectiva”.

Os jogadores do jogo de notícias falsas devem acumular seguidores virtuais do Twitter, distorcendo a verdade, plantando falsidades, dividindo opiniões,  e desviando a atenção quando forem descobertos. Todo o tempo, eles devem manter a credibilidade nos olhos de sua audiência.

Os jogadores devem acumular seguidores virtuais do Twitter e manter a credibilidade distorcendo a verdade.

O jogo destila a arte de minar a verdade em seis estratégias chaves. Uma vez que um jogador demonstrou um talento para cada uma, eles são recompensados ​​com um crachá. Em uma rodada, os jogadores podem optar por representar o presidente dos Estados Unidos e fazer um tweet de uma conta falsa. Ele declara guerra contra a Coréia do Norte, concluindo com a hashtag #KimJongDone.

O jogo simula táticas de propaganda, com personificação e prêmios, uma vez que uma rodada é completada.

A cada passo, os jogadores são perguntados se eles estão felizes com suas ações ou sentem, talvez, uma pontada da vergonha, uma emoção que leva ao rápido apelo de que “se você quer se tornar um mestre da desinformação, você deve perder a imagem de bom samaritano, se desviando da atitude de fazer o certo”.

Durante os próximos seis meses, van der Linden, que trabalhou no projeto com um grupo holandês de pesquisadores contra a desinformação – DROG , reunirá informações do jogo, incluindo as pontuações dos jogadores em questionários que avaliam o quão bem eles podem detectar táticas que eles usaram.

Existe o perigo do jogo poder levar os jogadores para o lado escuro? “Eu acho que vale a pena correr o risco dado o número de pessoas que podemos educar com isso”.

O trabalho deve ser publicado no Journal of Risk Research.

Texto traduzido de:
https://www.theguardian.com/technology/2018/feb/20/bad-news-the-game-researchers-hope-will-vaccinate-public-against-fake-news

Imagens obtidas no site do jogo e do grupo DROG.